4 de março de 2016

DICAS | Melhor app da vida + 4 seriados para assistir agora


Descobri o TV Show Time através de algum meio do qual não me lembro agora, mas posso dizer que foi o melhor app que já instalei últimos tempos! Com o aplicativo você adiciona as séries que acompanha e as que quer assistir, e vai marcando os episódios que já assistiu. É possível dar “notas” a cada episódio e acompanhar os comentários dos outros usuários a respeito das séries. 


Eu achei o aplicativo genial, por ser extremamente prático e simples de usar. A tristeza é que só funciona com internet (único ponto negativo). No geral, é tudo o que os viciados em séries precisam. Além disso, é um ótimo meio de descobrir séries novas e ficar por dentro das datas em que novos episódios serão lançados. 


Depois da instalação e de fuçar até enjoar (mentira) escolhi aleatoriamente quatro séries, com episódios de no máximo 30 minutos, para assistir ao piloto: Mozart In the Jungle, The Middle, Mom e You’re The Worst, e vim dividir com vocês as minhas primeiras impressões. 



O pessoal dessa série quer basicamente o que todo mundo que cursa graduação em humanas quer: sobreviver da sua arte. Brincadeiras a parte, o que dizer desse seriado que mal assisti um episódio e já viciei pakas?

Gael García Bernal dá vida a Rodrigo, o extraordinário regente de orquestras que começou sua carreira aos doze anos, e coleciona sucesso desde então. Quando ele se torna o novo regente da Orquestra Sinfônica de Nova York, grandes mudanças começam a ser feitas no grupo de músicos. Paralelo a isso, conhecemos a oboísta Hailey (Lola Kirke), que tem um talento espetacular e em uma noite de trabalho acaba por conquistar a simpatia de Cynthia, violoncelista da orquestra que Rodrigo acaba de assumir.

A primeira vista, parece meio tedioso, mas a verdade é que além da temática original, os personagens são carismáticos e únicos, o ritmo dos episódios é intenso e no final do episódio você já quer apertar o play para assistir ao próximo.

Vale ressaltar que a série é baseada no livro homônimo da oboísta Blair Tindall, e pra quem achava que o pessoal de orquestra só tomava leite quente e ia dormir cedo, Mozart In the Jungle vai surpreender bastante.



Essa é a indicação para quem gosta de um humor mais pesado, eu diria. Gretchen (Aya Cash) e Jimmy (Chris Geere) se conhecem na saída do casamento da ex dele, e a química entre eles fica clara desde a primeira aparição dos dois em cena. 

Ele é um autor frustrado, ela é uma bagunça em forma de mulher, então imagina o que pode acontecer quando duas pessoas problemáticas resolvem se relacionar. 

Confesso que dos quatro, You’re the Worst me deixou confusa, do tipo “não sei o que pensar”. A série aborda assuntos densos, e ainda que exista humor ele não ajuda a amenizar o lado sombrio dos personagens. Aqui as piadas são ácidas e a realidade nua e crua dos problemas de Gretchen e Jimmy não é maquiada para parecer melhor. 

Fiquei com a impressão de que a série vai mostrar a evolução dos personagens com o passar das temporadas, e isso é o que me faz indicá-la. Amo roteiros que te fazem ver como as pessoas são capazes de mudar, que mostram que a vida não é um conto de fadas da Disney.
Além do mais, como já comentei ali no início, os atores tem uma sintonia incrível, do tipo que te faz esquecer completamente que é atuação. Vale a pena acompanhar essa química e ver no que essa história vai dar.
  



Como não se apaixonar por uma família real de classe média, cheia de perrengues que a gente entende bem e que sobrevive com jantas congeladas, consumidas por todos em frente a TV? 
 
Frankie é mãe de três filhos, trabalha fora em uma revenda de veículos e é a terceira melhor vendedora de carros usados do lugar, que por acaso só tem três vendedores.

Ela é casada com Mike, um cara sossegado e aparentemente sempre presente na vida dela e dos filhos. Por falar neles, eles são um “desastre”. Sue não tem habilidade para nenhuma atividade, Axl é o típico irmão mais velho que implica com todo mundo e só sai do quarto para comer, e Brick é o garotinho peculiar que sussurra para si mesmo e que tem por melhor amiga a sua mochila.
 

 A série é uma ótima escolha para quem busca uma pegada cômica misturada com drama, e que conquista justamente por ser um retrato bastante verossímil da realidade de muitas famílias. 
 


E por fim, o moranguinho do meio do bolo de chocolate: o melhor seriado de dramédia que já assisti. Roteiro original, atrizes maravilhosas e risadas garantidas (e lágrimas também). Depois do primeiro episódio um novo vício nasceu e hoje sairia indicando Mom para todo mundo.

Christy (Anna Faris) não teve um bom exemplo da mãe, Bonnie (Allison Janney), que era viciada em álcool e outras drogas, e teve a filha enquanto era adolescente. Christy acabou se tornando igual a ela em muitos aspectos. Também foi mãe adolescente, alcoólatra e consumiu drogas. Ela decide mudar de vida quando percebe o sofrimento que causa nos dois filhos. Entre reuniões do AA, brigas com a mãe e a conquista de amizades verdadeiras, Christy encanta por seu humor e pela capacidade de encarar as adversidades. Bonnie não fica para trás e junto com a filha me faz gargalhar até chorar. E me emocionar pra caramba. Apesar da premissa “pesada”, é uma série bonita, com atuações marcantes e piadas inteligentes. 

Chuck Lorre, Eddie Gorodetsky e Gemma Baker são os criadores do sitcom. O trio também é produtor e roteirista de Two and a Half Men. Chuck e Eddie são responsáveis também por The Big Bang Theory. Ou seja, eles têm uma experiência danada na área, mas acho que Mom tem um diferencial: as protagonistas são mulheres, tentando resolver suas vidas e contando com a ajuda umas das outras. Eu acho isso lindo e foge do conflito clichê que envolve histórias amorosas. 


E aí, você já conhecia o aplicativo? Me conta aí nos comentários o que achou dele e das indicações. E se tiver sugestões de seriados nessa vibe comédia/drama, comenta os nomes pra eu assistir :D

0 Comments:

Postar um comentário

Sua opinião alimenta minha criatividade, então você pode contribuir para um blog melhor simplesmente comentando :D Para dúvidas, sugestões ou bater um papo, mande e-mail para agarotadalivraria@gmail.com