9 de março de 2015

RESENHA | A Linhagem – Camila Dornas





334 páginas, Novos Talentos da Literatura Brasileira (Selo Novo Século)

 

  Em A Linhagem somos apresentados a Evangeline Bennett, a protagonista forte e determinada que tem um dom: ela é uma bruxa. E se esse segredo for descoberto será o fim da linha para ela.


  Somado ao seu dom, sua personalidade forte não a deixa ser manipulada, nem submeter-se aos costumes da época, uma Londres de 1720, totalmente patriarcal e movida pelas relações de interesse entre famílias poderosas. Graças a isso ela não tem boa relação com o pai, autoritário e dono de um temperamento violento, tampouco com a irmã, uma típica mulher dominada pelos conceitos vigentes de obediência aos homens.


  Guardar o seu segredo não tem sido fácil. Lutar contra a obrigação de entrar em um casamento de aparências será difícil, mas ela não se curvará a uma vontade que não é dela. 


  No meio dessa confusão “acabando com o noivado sem ser morta pelo pai terrível” ela conhece Dorian Markhan, um estranho charmoso que parece a estar perseguindo. E então através dele ela descobre que existem outros no mundo, pessoas com dons, assim como ela.

Desvendar velhos segredos de família vai fortalecê-la ou deixá-la vulnerável? 


  A escrita da Camila é madura e ela consegue ambientar com facilidade o leitor na sua história. Ela descreve muito bem os cenários bem como personagens, e constrói diálogos bem estruturados.



  Tudo ia muito bem, personagens bacanas, enredo coeso e leitura bem fluída. Mas aí apareceu o Henry. E ao invés de acrescentar, o romance avassalador e o amor quase instantâneo entre ele e Evangeline simplesmente não funcionou para mim. Enquanto algumas pessoas acreditam em amor a primeira vista, eu totalmente discordo. Pra mim amor tem a ver com tempo, tem a ver com conhecer a pessoa, se apaixonar por cada pedacinho dela, e só então acordar um dia e sentir que ama. 


  Contudo, não vou me estender nessa questão. As cenas entre os dois não deixam de ter qualidade, apenas não me convenceram, mas foi por uma crença minha. 


  Inclusive o livro tem algumas passagens bastante sensuais entre Henry e Evangeline, que foram muito bem escritas.


  Não me lembro de ter encontrado erros ortográficos, a edição tem as páginas amareladas e a capa bacana, tirando a fonte, que não combinou nadinha. 


  Se você curte um enredo recheado de sobrenatural, mistérios, segredos, lutas bem X mal, ação, amizade e romance, tem tudo aqui. Corre pra ler A Linhagem e depois volta para dizer o que achou.

 Beijoux!

0 Comments:

Postar um comentário

Sua opinião alimenta minha criatividade, então você pode contribuir para um blog melhor simplesmente comentando :D Para dúvidas, sugestões ou bater um papo, mande e-mail para agarotadalivraria@gmail.com