30 de agosto de 2014

RESENHA | Enfeitiçadas - Jessica Spotswood

 
266 páginas, Editora Arqueiro 
Exemplar de parceria 
 
“Em uma sociedade governada pela Fraternidade, instituição que pune qualquer suspeita de bruxaria com a prisão, a internação num hospício, ou a morte, ser bruxa significa estar em constante perigo.” – orelha do livro

Enfeitiçadas é o primeiro livro da trilogia “As Crônicas das Irmãs Bruxas”, escrito pela autora norte-americana, Jessica Spotswood. A premissa do livro tinha tudo para ser um sucesso: três irmãs bruxas, vivendo em uma época conservadora, descobrindo segredos sobre o cerne da sua sociedade e lutando para esconder os próprios segredos, que se revelados podem mudar a história do mundo.

Segredos começam a vir à tona quando Cate Cahill, a irmã mais velha, encontra o antigo diário da sua mãe e através dele toma conhecimento de uma profecia, que pode tanto significar destruição quanto renascimento, tudo dependerá de quem será a protagonista dessa profecia.

“Sei que você não pediu para carregar esse tipo de responsabilidade, mas pode ter a oportunidade de mudar a história. De devolver o poder às mulheres.” – pág. 134



Maura é a irmã do meio, dona de uma personalidade forte e se sente sufocada pela irmã uma vez que ela gosta de usar seus poderes, mesmo correndo riscos, ato que a irmã desaprova. Confesso que Maura foi uma incógnita para mim, e foi a irmã que mais me despertou curiosidade. Sua complexidade é tamanha que a garota sempre conseguia me surpreender, e eu ainda não sei quem ela é de verdade.

Já Tess, a irmã mais nova é doce e entende melhor o esforço que a irmã mais velha faz para mantê-las protegidas.

Cate é a nossa narradora e imagino que cada livro será narrado por uma das irmãs, trazendo assim uma ótica nova a cada volume, o que parece promissor.



Os personagens criados por J. Spotswood são bem apresentados, se considerarmos que é o primeiro volume, e o enredo ganha profundidade com as preocupações de Cate e com as alianças perigosas e difíceis que ela precisa fazer. Há espaço também para o romance, porém ele não é o foco do livro, mas rende cenas fofas que eu fiquei sorrindo durante a leitura.

“Eu me viro e aninho meu rosto quente no algodão macio de sua camisa.
Ele tem cheiro de dias de chuva de primavera e de livros antigos. Suas mãos vão para as minhas costas e pairam ali, indecisas, como se ele estivesse esperando que eu o empurrasse para longe.” Pág. 138

Até eu já me apaixonei pelo Finn ♥

Saindo do romance e indo para a contextualização da cena política do enredo, a autora dá uma breve explanada em como é o resto do mundo, e explica que as fronteiras da Nova Inglaterra estão fechadas e ninguém entra ou sai sem permissão. Ela foi bastante inteligente em mostrar ao leitor em que tipo de mundo a história se passa, ao invés de ignorar e apenas jogar os fatos, deixando as explicações para os próximos volumes. Claro, ela foi sucinta, mas deixou o enredo com um bom pano de fundo.

O governo fica a cargo da Fraternidade, homens que controlam a população seguindo um claro viés religioso, tornando-se perceptível o nível de fanatismo quando acompanhamos os “sermões”, inclusive ir a igreja é algo “obrigatório”, com discursos que prezam a submissão da mulher e sua lealdade para com o marido.

Imagino que J. Spotswood vai abordar em algum ponto da trilogia o direito da mulher ser livre, tanto para amar quem quiser, quanto para ser solteira, se assim desejar. Direito de amar outra mulher, de ser bruxa, de ser capitã de um navio, de ir à faculdade, de ser quem ela quiser.

Todos tem esse direito, mas imagino que na história o fio que norteia o enredo será o direito de liberdade das mulheres, e principalmente das bruxas.

Temos também um braço feminino da Fraternidade, a Irmandade, que é quase como um convento, mas preparem-se, surpresas estão por vir, pois aqui nem tudo o que parece, é.



A Arqueiro caprichou na edição, desde a revisão impecável até o trabalho gráfico na capa (que é linda demais) e no início de cada capítulo.

Eu não sei dizer ao certo o que me incomodou no livro, acredito que tenha colocado uma expectativa muito grande a respeito da história, e mesmo com a escrita descomplicada da autora, personagens bacanas e enredo com temática não tão batida, ainda assim não foi um dos melhores livros do gênero que li. Vamos aguardar pelos outros volumes e ver como tudo se desenrola :D

E você que já leu, o que achou da resenha? Quero saber a tua opinião. E para quem não leu, me conta aí nos comentários se ficou interessado na obra :D

Beijoux ;*

5 comentários:

  1. Desde que esse livro foi lançado, eu morro de vontade de lê-lo e até hoje não tive oportunidade uhuheuhe
    Sua resenha ficou ótima! Espero poder lê-lo em breve :)

    Até mais!
    Math // de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Lola!

    Menina, eu to com esse livro na lista de desejados há séculos. Eu amo esse gênero de fantasia bem construída (confesso que só não tenho muita paciência pra fadas, haha). Pela sua descrição, acho que pra um primeiro livro de trilogia, esse é até bem profundo. Que Deus me ajude e faça o dinheiro do meu bolso prosperar porque a vida anda muito complicada e a lista de livros só cresce, hahaha.

    Amei sua resenha :)

    Bjs
    Ari
    http://www.veraodenoventaequatro.com/

    ResponderExcluir
  3. Uns gostam de vampiros e eu sou maluca por bruxas.
    Achei que algumas coisas poderiam ser melhor explicadas. Mas como ele tem continuação acredito que as outras explicações vem com o tempo...

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Gostei muito da sua resenha, pena que o livro não tenha entrado pra sua lista de favoritos.
    Acho que nunca li nenhum livro de bruxas, e achei bem interessante essa abordagem sobre a luta das mulheres para serem quem quiserem ser! A dica tá anotada! =)
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. ei vc tem quantos anos, eu mau li seu post e ja gostei, esse é um dos livros que eu n conhecia e gostei !!
    belo blog!!bjão!!
    http://mergulhado-em-historias.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Sua opinião alimenta minha criatividade, então você pode contribuir para um blog melhor simplesmente comentando :D Para dúvidas, sugestões ou bater um papo, mande e-mail para agarotadalivraria@gmail.com