20 de outubro de 2012

RESENHA | Desejos dos Mortos – Kimberly Derting

Série “The Body Finder” – Livro II
Intrínseca, 286 Páginas.



[ Leia a Resenha do Livro I Aqui. ]

Frenético. Alucinante. Altamente Fofo.


  Kimberly Derting é oficialmente uma das minhas autoras favoritas. Sua narração em 3ª pessoa é dotada de uma sensibilidade e muita realidade, conquistando o leitor linha a linha.
Um thriller paranormal dotado de romance, drama e personagens autênticos.

  Se em Ecos da Morte Violet encontrou ao acaso corpos de garotas assassinadas por um matador em série, em Desejos dos Mortos os ecos continuam a exercer sobre ela uma atração irrefreável, mas com tantas mudanças em sua vida quando uma suposta agente do FBI entra em sua vida demonstrando muito interesse em sua habilidade, Violet não consegue contar a ninguém tudo o que a está atormentando. Nem mesmo a Jay, seu namorado e melhor amigo. Ou pelo menos ele costumava ser.

  A mente de Vi está no limite do stress. Para completar dois novatos chegam a Buckley, e parece que de alguma forma eles estão incluídos no furacão que está passando na vida de Violet, furacão esse que se recusa a ir embora. Algumas dúvidas passam a atormentá-la e cada vez mais ela tem medo que seu segredo, o seu dom, seja descoberto por outras pessoas.

  No meio desse turbilhão Kimberly insere paixão. E muita fofura. O garoto novato, Mike, balança o coração da amiga louca e extremamente sincericida de Violet, Chels.
A irmã do novato, Megan é mais retraída, entretanto ela se vê querendo loucamente chamar a atenção de Jay. Quando ela se dá conta de que isso é impossível, porque Jay ama Violet, muita coisa já aconteceu. Coisas muito ruins, coisas perigosas.

  Violet tem uma teimosia impregnada em seu ser e essa mania de querer resolver tudo sozinha a coloca em situações extremamente perigosas, mas não creio que seu temperamento mude. Sendo bem sincera, gosto muito da construção da Vi nesse livro, ela parece se mostrar mais, talvez pelo fato de que ela está cada vez mais afastando as pessoas. Isso faz a narrativa se concentrar mais nela mesma. E isso em nenhum momento torna-se cansativo.

“A maneira como reagira nos últimos meses: recuando, mantendo Jay – e todas as pessoas ao redor – afastado, com medo de permitir que se aproximassem demais.
Tinha tido muito medo de deixar que mais alguém se machucasse por sua causa.”

  Confesso que fiquei com o coração apertado ao acompanhar sua breve jornada solitária, mas a ternura com que Kimberly impregna as páginas do reencontro de Vi com Jay é indescritível. Existe um meio termo, mas ao mesmo tempo uma urgência no amor deles, impossível não sorrir acompanhando o desenrolar dos fatos.

  Além disso o enredo desse livro não foca apenas em Violet, ele diversifica pois inclui a história dos personagens novos, que por sua vez mistura drama e como de praxe, um suspense de roer as unhas.

  Os fios soltos deixados inocentemente no decorrer do livro são amarrados com a perfeição que só Kim consegue. Ela deixa algo em suspenso para o próximo livro, The Last Eco, e como sempre Violet se meterá em mais problemas. Resta saber que rumo nossa garota vai tomar.

  Um livro que tem uma linguagem fluida e personagens cativantes. Ritmo de leitura contagiante, a adrenalina surge aos poucos, página a página, tomando a atenção do leitor de forma que quando você percebe o livro terminou. 

  Apesar dos livros terem “nomes meio bizzaros”, nas palavras da minha mãe, a série The Body Finder não se trata de livros de terror nem fatos que assustem ou não te deixem dormir. 

  O thriller paranormal se deve ao fato de que existe muito suspense sempre que o dom de Violet entra em cena. Por isso, ainda que os títulos pareçam meio sinistros, pode ler sem medo.

  Agora a agonia se instala, pois o 3º e o 4º livros da série ainda não foram lançados no Brasil.
  Com relação ao trabalho da Intrínseca notei alguns erros de formatação – falta de espaços – contudo nada que interfira na leitura. E quanto a capa é que concentro meu maior elogio: além de linda e seguir um padrão, essa flor que estampa a contracapa não descasca, coisa que acontece com a flor do livro I, fato que irrita profundamente já que ninguém gosta de livro riscado e com pedacinhos caindo.

  The Body Finder bem como sua autora estão no roll de favoritos

  Apaixonada e carente de mais Jay e Violet. 

P.S: Hey seus linds, que saudade que eu estava de postar! Meu semestre começou essa semana (graças a greve que as federais fizeram eu terei aula no Natal, Ano novo e por aí vai) e pelo que vi a coisa vai ser nível hiper mega hard. Contudo de agora em diante, nem que seja apenas para postar uma frase ou uma imagem, sempre vou atualizar o blog. Eu inclusive pensei em, nos dias que eu não conseguir resenhar, postar para vocês trechos de uma das últimas histórias que escrevi, você leriam *-*? Comentem por favor. Beijinhos, fiquem bem