14 de julho de 2012

RESENHA | Você está sendo vigiado - Gregg Hurwitz


262 páginas, SKOOB

Patrick Davis tinha um sonho: ver seu nome nos créditos de um filme. Mas não imaginava o preço que teria de pagar por isso. Logo depois de vender seu primeiro roteiro a um estúdio, sua vida entra em colapso. Ele não consegue se firmar como roteirista de Hollywood e, para piorar, seu casamento mergulha numa crise.
Logo ele se vê envolvido numa rede de intrigas que pode custar sua vida e a das pessoas que ama. Cada vez mais acuado, Patrick percebe que só há uma saída: superar seus inimigos ocultos no próprio jogo deles.
Eletrizante da primeira à última página, Você está sendo vigiado foi um enorme sucesso de crítica nos Estados Unidos, fazendo com que Gregg Hurwitz fosse apontado como uma das revelações do suspense, comparado a grandes mestres do gênero, como Harlan Coben.

Talvez seja um erro apostar todas as minhas fichas literárias em Gregg Hurwitz. Entretanto o talento do autor justifica o risco. Deixem-se expor os argumentos.
Em Você Está Sendo Vigiado somos apresentados a Patrick Davis, um apaixonado por cinema que sonha com o dia que verá seu nome nos créditos de um filme. Ele tem um casamento estável, uma boa casa e um emprego razoável.

Tudo muda quando ele consegue vender seu primeiro roteiro. E não é para melhor. Em dois tempos Patrick vê sua vida desmoronar. Sem conseguir fazer nada a respeito. Será que para conquistar algumas coisas precisamos abrir mão de outras?
 

 Ele tem muitas dúvidas em sua cabeça, não sabe lidar com alguns problemas. Seu casamento está em fase terminal e ele não sabe como fazer tudo voltar a ser como antes.

Paralelo a isso, um DVD aparece para terminar de vez com as esperanças do casal de que a vida vai voltar ao normal. Ou será que não? Talvez seja justamente isso que eles precisem, um dificuldade em comum que traga de volta a união que eles tinham no passado não muito distante.


Contudo as pessoas envolvidas no envio desse DVD, que mostra Patrick sendo vigiado 24 horas, não estão brincando.

Com o frenético desenrolar dos fatos Patrick e Ariana descobrem que a coisa toda é bem maior do que eles podiam supor. Mas ainda assim eles têm certeza de uma coisa: é hora de conversar sobre o que aconteceu entre eles, e resgatar aquele sentimento bonito que um dia os uniu.

A narrativa em 1ª pessoa nos apresenta a visão de Patrick sobre tudo o que vem acontecendo, e apesar de o romance não ser o foco da narrativa, a forma como Gregg o insere é graciosa e leve. Inicialmente imaginei que o drama do casal fosse tornar a história muito densa, cansativa. Quase um muro de lamentações, ou palco de brigas explosivas e diálogos bordados de ironias e quase-palavrões.

Engano total. Uma história que poderia ser real, um sentimento retratado de forma verídica e sem exageros. Quem duvida que o amor é a maior motivação que podemos ter?

Cada pequeno detalhe escrito por Hurwitz tem uma motivação, não há buracos em sua história, o ritmo de sua narrativa é ágil e flui de forma interessante e após a página 65 eu só consegui parar de ler porque o livro acabou. O enredo ainda conta com uma variedade incrível de personagens, nenhum descartável.

Envolva-se nesse enredo alucinante que destrói qualquer possibilidade de você sentir sono durante a leitura. Emocione-se, raciocine, acompanhe o desenrolar dos fatos. E depois de fechar o livro sussurre OMG! OMG! OMG! pelo menos três vezes.

Isso será involuntário, claro.

A respeito da revisão e da diagramação do livro, não tenho nada a reclamar. Pelo menos nada que meus olhos tenham se dado por conta.
 

Antes de tudo, Você Está Sendo Vigiado é uma jornada perigosa onde paga-se um preço alto por cada descoberta. Porém a vida começa a valer bem mais depois dessa loucura toda.

Esqueça o café para espantar seu sono. Vá ler Gregg Hurwitz. O efeito será o mesmo.

3 comentários:

  1. Eu estou com muita vontade de ler esse livro. Primeiro o título que é interessantíssimo, depois a capa, e agora sua resenha! O título escrito em branco na capa também não me agradou muito, mais até que eu gostei. *--*
    Seguindo aqui, se você quiser me seguir também, vai ser um prazer!

    agarotaqueamaler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nem vou comentar, vou é ali comprar esse livro logo porque óh god heim *_* depois dessa resenha só resta isso.

    Pausa Para um Café - Resenha de Livros

    ResponderExcluir
  3. Oi Loola!

    Tô com esse livro aqui na minha estante, e a sua resenha me animou muito para ler! A última vez que me arrisquei por um policial de autor não muito conhecido, me decepcionei um pouco, que foi com "Eu sei o que você está pensando", do John Verdon, então fiquei com o pé atrás; mas agora me animei novamente!!! Uhu

    Beijos,

    Marcelle
    http://bestherapy.bloggspot.com

    ResponderExcluir

Sua opinião alimenta minha criatividade, então você pode contribuir para um blog melhor simplesmente comentando :D Para dúvidas, sugestões ou bater um papo, mande e-mail para agarotadalivraria@gmail.com