31 de janeiro de 2012

RESENHA | Cilada – Harlan Coben

Sextante, 271 páginas.
Exemplar de parceria. 
Neste livro todos têm algo a esconder e os segredos se interligam e se completam em um elaborado mosaico de mistérios. Harlan Coben mais uma vez deixa o leitor sem ar. Cilada fala de culpa, luto e perdão em uma trama repleta de reviravoltas surpreendentes. Nada é o que parece e tudo pode ser desfeito até a última página. 


  Harlan Coben precisa de apenas um parágrafo para mostrar porque é o Rei da Ficção Policial. Com uma narrativa ágil ele maneja as palavras com uma maestria natural e muito sutil. Todo o enredo está ligado por pequeninos fios que a princípio são imperceptíveis, porém no decorrer dos fatos a história se amarra, nada de pontas soltas muito menos conclusões absurdas. É um livro inteligente, ágil, dinâmico e que tira seu fôlego a cada página. Até mesmo os não fãs de ficção policial se curvarão ao talento e habilidade incontestável de Harlan Coben.

  Dan Mercer passou grande parte da vida em orfanatos e famílias substitutas, em função disso sua infância caótica poderia ter arruinado seu caráter. É claro que se algo de ruim acontecesse, toda a culpa recairia sobre a sua infância conturbada.

  Algo ruim que começa com uma ligação em seu celular.

  Quando atendeu ao chamado de ajuda de uma jovem Dan Mercer se viu em meio a uma cilada da vida, pois quem estava a sua espera não era a garota e sim Wendy Tynes, a repórter de um afamado programa que atrai pedófilos para desmascará-los em rede nacional.

  Dan Mercer sentiu na pele que ser inocentado pelo tribunal não garantia que as pessoas acreditassem em sua inocência, e elas continuaram julgando Dan como um pedófilo que merecia morrer.

  A repórter Wendy através do seu sexto sentido jornalístico percebe que existem peças no caso de Dan Mercer que não parecem se encaixar. E ela não vai descansar até descobrir quem é o verdadeiro culpado nesse caso.

  Ao mesmo tempo somos introduzidos ao caso de desaparecimento de Haley McWaid, jovem de família, estudiosa e sem nenhum motivo aparente para fugir de casa. Três longos e agoniantes meses se passam sem que ninguém consiga uma pista sequer sobre o paradeiro da garota.

  Esse é o tipo de livro em que você consegue se ver fazendo parte da história, raciocinando em cima dos fatos e tentando ligar este grande quebra-cabeça. Em momento algum a narrativa perde o foco e o ritmo ágil, Harlan consegue contar e unir diversas histórias sem deixar você confuso ou desnorteado.

  Os personagens são fortes e tem características que os tornam únicos, não é preciso apresentações, pois eles mesmos se mostram a você. A narração em 3ª pessoa favorece a leitura, permitindo a você acompanhar todos os passos sem ser influenciado pela visão de um personagem só.

  Para ler Cilada você só precisa ter em mente que nada do que parece é. Faça suas apostas, desvende os enigmas propostos e desconfie das pessoas certas. Ainda assim tenha apenas uma certeza: Cilada vai te surpreender e Harlan Coben vai arrebatar você. Leitura mais do que recomendada.
 
  O trabalho gráfico é simples, a letra tem um bom tamanho e não encontrei erros de grafia/concordância/tradução.

  E gente, sabe o que é melhor ainda? Os livros da Arqueiro também tem aquele cheirinho gostoso de livro novo, sabem? Juro que pego ele da estante só para folhear e sentir o aroma. 
 
  De agora em diante Harlan Coben será uma das minhas prioridades na leitura de ficção policial ♥

H E Y! Tia Lola quer saber: quem aí é fã do Harlan e tem outros livros dele para me indicar?
Deixa nos comentários e aproveita para me contar o que você achou da resenha. Tá muito longa?

8 comentários:

  1. AAAAA, eu morro de vontade de comprar e ler esse livro *----*
    Sua resenha linda só me atiçou cada vez mais a ler hehehe
    Parece ser muuito bom, e cinco estrelas? hehe Vou correr para comprar ;)
    Perfeita resenha diva, super estruturada e fácil de ler :D Meus parabéns. Adorei.
    Sucesso SEMPRE, beeijão ;*

    Ewerton Lenildo - Academia de Leitura
    papeldeumlivro.blogspot.com
    @Papeldeumlivro

    ResponderExcluir
  2. Ewerton, o livro é PERFEITO! Um grande obrigada por você comentar e fiquei TRI feliz aqui em saber que a resenha transmitiu um pouco da perfeição que o livro é. Beijão Diwoo :*

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha e esse é um dos poucos livros do Harlan que eu sinto vontade de ler. Até hoje não li nada do autor... rs

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Kel, esse foi o primeiro livro do Harlan que li, e de agora em diante quero ler tudo dele <3 Leia assim que possível, tu vai curtir 0/ Obrigada por comentar liinda :*

    ResponderExcluir
  5. Ahhh, fiquei instigada pra ler! Ainda não li nenhum livro dele... #sad
    Beijos =*
    http://sorvetedecupu.blogspot.com/
    @sorvetedecupu

    ResponderExcluir
  6. Lanny, você vai adorar! É realmente um dos melhores autores de ficção policial que já li. Beiiijinhos flor, obrigada pela visita 0/

    ResponderExcluir
  7. Tem alguém que lê Harlan Coben e não gosta? Eu não conheço. Mesmo nunca tendo lido nada dele (sou um ET), já admiro bastante seu trabalho.
    Esse ano pretendo ler 'Quando ela se foi' para começar.
    --
    Fernanda Souza
    @LeitoraIncomum
    http://leitoraincomum.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Feer, eu não tinha noção do quanto Harlan era Divo, mesmo todo mundo falando bem. Tive que ler para crer. Quando ela se foi é um dos que pretendo ler em breve também. Beijãão querida, obrigada pelo comentário 0/

    ResponderExcluir

Sua opinião alimenta minha criatividade, então você pode contribuir para um blog melhor simplesmente comentando :D Para dúvidas, sugestões ou bater um papo, mande e-mail para agarotadalivraria@gmail.com